Portal Expresso

Segunda, 02 de agosto de 2021
MENU

Alto Vale

Bens da Biochamm serão leiloados no dia 30

Dívidas trabalhistas da empresa, que decretou falência no ano de 2014, somam mais de R$ 5 milhões

1026
Imagem de capa
A-
A+
Use este espaço apenas para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.
enviando

Bens da empresa Biochamm Caldeiras e Equipamentos Industriais, de Agrolândia, que decretou falência em 2014 sem pagar os direitos dos cerca de 50 funcionários, começam a ir a leilão em um processo bastante complexo, que envolve outras quatro empresas apontadas como sendo do mesmo grupo econômico. Atualmente as dívidas trabalhistas somam cerca de R$ 5 milhões, mas por enquanto a previsão é de que apenas uma pequena parte seja quitada.

O advogado Fernando Tadeu Carrara, que representa os colaboradores comenta que alguns dos empregados processaram além da Biochamm, as outras empresas que eles entendem como sendo do grupo como a Máquinas Walter Siegel Ltda, Biocal Equipamentos Industriais S/A, Bioenergy Indústria e Comércio de Energia Alternativa Ltda e Lippel Soluções Integradas para Biomassa Eireli. “Os empregados que entram com ações contra a Biochamm e essas empresas, conseguimos fazer acordo para que elas paguem uma parte dos créditos dos trabalhadores que somaria cerca de R$ 1 milhão”, esclarece.

Segundo o advogado, o restante do saldo trabalhista, de R$ 4 milhões, será pago no processo de falência da Biochamm, o que pode demorar até anos. “Nesse caso precisa acabar o processo de falência, vender todo o patrimônio, o ativo, apurar todas as dívidas que eles têm para daí começar a venda e pagar os empregados. O problema é que nas ações de falência, precisa encerrar todos os processos, trabalhistas, cíveis, indenizatórios, fiscais, para só depois poder fazer o pagamento”, afirma.

Leilão de bens

Vários leilões já foram realizados e mais um leilão de bens da massa falida da Biochamm, que está avaliada em R$ 5,7 milhões, está marcado para o dia 30 junho. Desta vez estarão a venda 69 lotes com itens entre aparelhos de solda, máquina de alívio de tensão, retificador, fonte de soldagem, pontes rolantes, empilhadeiras, tornos mecânicos, jatos de areia, guilhotina, um veículo, entre outros.

A reportagem tentou, mas não conseguiu contato com representantes das empresas envolvidas.

Fonte/Créditos: Helena Marquardt/DAV

Créditos (Imagem de capa): Bruno Franz/Portal Expresso

Comentários:

Crie sua conta e confira as vantagens do Portal

Você pode ler matérias exclusivas, anunciar classificados e muito mais!

Envie sua mensagem, estaremos respondendo assim que possível ; )