Portal Expresso

MENU
Logo
Quarta, 21 de outubro de 2020
Publicidade
Publicidade

Alto Vale

Elefanta que fugiu do zoológico de Salete em 2011 morreu na última quinta-feira

Na época, a elefanta destruiu uma cerca elétrica e fugiu do Cattoni Tur Park Hotel. Desde então, estava no Jardim Zoológico do Rio de Janeiro

Imagem de capa
A-
A+
Use este espaço apenas para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.
enviando

Morreu ontem, quinta-feira (24), no Rio de Janeiro, a elefanta Carla. O animal ficou conhecido no fim de 2011 quando fugiu do Cattoni Tur Park Hotel, na cidade de Salete. Na época, ela destruiu uma cerca elétrica, passou por um fosso, atravessou a cidade e foi parar à beira de um rio. Foi preciso acionar biólogos e especialistas de outras áreas do Estado para auxiliar no resgate.

Depois do fato, Carla — que na época tinha 3,5 toneladas e 2,5 metros de altura — foi encaminhada ao Jardim Zoológico do Rio de Janeiro, onde estava desde então. O incidente envolvendo a elefanta ainda motivou o fechamento do park hotel onde ficavam outros animais — uma operação do Ibama chegou a retirar dois tigres, um leão, três onças pintadas, uma jaguatirica, dois pumas, duas elefantas, 15 araras, seis papagaios, 20 macacos, seis avestruzes e quatro emas do local.

Segundo o RioZoo, a estimativa é de que Carla já tivesse entre 50 e 60 anos, uma idade avançada para a espécie, que mesmo sob cuidados humanos dificilmente passa das cinco décadas de vida. Ela morreu por conta da idade. Nas redes sociais, a instituição promete, ainda, “uma série de homenagens” à elefanta.

 

 

Fonte/Créditos: NSC Online

Créditos (Imagem de capa): Divulgação - Patrick Rodrigues, BD, 2011

Comentários:

Envie sua mensagem, estaremos respondendo assim que possível ; )