Portal Expresso

MENU
Logo
Quinta, 09 de julho de 2020

Alto Vale

Empresa de Aurora é investigada por irregularidades

Empresa produtora de carvão apresentou irregularidades e tem equipamentos e produtos apreendidos pela Polícia Civil

Imagem de capa
A-
A+
Use este espaço apenas para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.
enviando


A Polícia Civil investiga uma indústria de carvão, localizada no município de Aurora, após receber denúncias e constatar fraudes devido a irregularidades que vão desde a documentação ambiental até a estrutura da fábrica e laudos técnicos. A ação acontece no município de Aurora, Alto Vale do Itajaí.

De acordo com a polícia, a empresa não apresenta a licença ambiental exigida para funcionamento da atividade. Por isso, a indústria teve produtos e maquinários apreendidos.

Ainda, foi instaurado um inquérito para apurar a origem da madeira utilizada na produção. Laudos e exigências ambientais também apresentaram divergências e estão sendo investigados pela Polícia Civil. Ao que tudo indica, a produção da empresa é maior que o estipulado pela legislação permitida.

Essas exigências cumpridas são muito importantes nessa área de atuação, pois a produção de carvão é extremamente perigosa para o meio ambiente. Os maiores impactos socioambientais do carvão decorrem de sua mineração, que afeta principalmente os recursos hídricos, o solo e o relevo das áreas circunvizinhas. A abertura dos poços de acesso aos trabalhos de lavra, feita no próprio corpo do minério, e o uso de máquinas e equipamentos manuais, como retroescavadeiras, escarificadores e rafas, provocam a emissão de óxido de enxofre, óxido de nitrogênio, monóxido de carbono e outros poluentes da atmosfera.

O beneficiamento do carvão gera rejeitos sólidos, que também são depositados no local das atividades, criando extensas áreas cobertas de material líquido, as quais são lançadas em barragens de rejeito ou diretamente em cursos de água. Grande parte das águas de bacias hidrográficas circunvizinhas é afetada pelo acúmulo de materiais poluentes (pirita, siltito e folhelhos). 

Além de tudo isso, e por não terem identificado a origem da madeira utilizada, existe o impacto ambiental do desmatamento e também da emissão de gases dessa matéria prima. O que afeta diretamente a população local e a fauna e flora locais. 

Créditos (Imagem de capa): Imagem ilustrativa

Comentários:

Envie sua mensagem, estaremos respondendo assim que possível ; )