Portal Expresso - Site de notícias do Alto Vale

Erro na Linha: #12 :: Undefined offset: 0
/home/portalexpressoco/public_html/themes/news_2019/noticia.php

Erro na Linha: #12 :: Undefined offset: 0
/home/portalexpressoco/public_html/themes/news_2019/noticia.php

Erro na Linha: #13 :: Undefined offset: 0
/home/portalexpressoco/public_html/themes/news_2019/noticia.php

Entenda como surgiu a campanha do “Outubro Rosa”

E acompanhe uma entrevista sobre o assunto com um médico
Entenda como surgiu a campanha do “Outubro Rosa”

Entenda como surgiu a campanha do “Outubro Rosa”

O movimento é conhecido internacionalmente, e de acordo com informações da Organização Pan-Americana da Saúde e da Organização Mundial da Saúde ele é comemorado em todo o mundo. O nome faz referência a cor do laço rosa que simboliza a luta contra o câncer de mama. Conta-se que o movimento iniciou nos Estados Unidos.

Entidades das cidades de Yuba e Lodi nos EUA começaram em 1997 a comemorar e realizar ações de prevenção ao câncer de mama. E até hoje as ações de conscientização da prevenção pelo diagnóstico precoce são realizadas no mês de outubro.

De acordo com a história, para sensibilizar a população as cidades enfeitavam com laços rosas os locais públicos, depois surgiram outras ações como corridas, desfiles e outras atividades voltadas ao “Outubro Rosa”.

Já a ideia de iluminar monumentos, prédios públicos, teatros, igrejas, entre outras entidades não se tem registro de quando surgiu, mas o importante é a expansão que tomou a prevenção do câncer de mama.

Hoje já podemos ver em nossa região locais que aderem a ideia e iluminam o local em alusão ao “Outubro Rosa” e foi pensando na importância da prevenção do câncer de mama que a equipe do Portal Expresso realizou uma entrevista com o médico de família da Prefeitura de Agrolândia, Dr. Fernando Nicolás Lassalle.

Portal Expresso: Qual a importância do Outubro Rosa?

Dr. Fernando - O objetivo é de disseminar informações e promover a conscientização sobre o câncer de mama, doença causada pela multiplicação desordenada de células da mama e levando a formação do tumor na mama, que se não tratado pode se espalhar para outros órgãos. O câncer de mama é o tipo de câncer mais comum entre as mulheres no mundo e no Brasil, depois do câncer de pele não melanoma. E também é o câncer que causa mais mortes entre as mulheres. No Brasil são estimados quase 60.000 casos novos de Câncer de Mama por ano e 17.000 óbitos. A campanha também visa proporcionar maior acesso da população aos serviços de diagnóstico, na busca de detecção precoce da doença e de tratamento adequado, contribuindo para a redução da mortalidade.

Portal Expresso - De que forma a mulher pode prevenir o câncer de mama?

Dr. Fernando - O câncer de mama é uma doença com múltiplas causas. Hoje sabe-se que é possível diminuir as chances de desenvolver o câncer de mama através da prática de atividade física regular, alimentação saudável, manutenção de peso corporal adequado, evitar o consumo de bebidas alcoólicas e evitar uso de hormônios sintéticos, como anticoncepcionais e terapias de reposição hormonal.

Portal Expresso - Quando as mulheres fazem autoexame e percebem alguma diferença qual o primeiro passo que deve ser tomado?

Dr. Fernando - Todas as mulheres, independentemente da idade, devem conhecer o seu corpo para saber o que é e o que não é normal em suas mamas. Devem olhar, palpar e sentir as suas mamas no dia a dia, para reconhecer as suas variações naturais e identificar as alterações suspeitas. Em caso de alterações persistentes devem procurar o posto de saúde.

Portal Expresso - Além de estarem atentas ao próprio corpo, quando é recomendado fazer o exame de mamografia?

Dr. Fernando -  A mamografia é um exame que pode ser feito de rotina (rastreamento), para as mulheres com idade entre 50 e 69 anos a cada 2 anos, com o objetivo de identificar o câncer antes de a mulher ter os sintomas. A mamografia para avaliar uma alteração suspeita na mama é chamada de mamografia diagnóstica e pode ser feita em qualquer idade. Mulheres com risco elevado de câncer de mama, devido à histórico familiar de câncer de mama e de ovários, devem seguir conduta específica orientada pelos seus médicos. É importante lembrar que a mamografia é uma radiografia, portanto ocorre exposição aos raios X (radiação), é um exame que tem alguns riscos e deve ser feito sempre com indicação médica.

OUVIR NOTÍCIA

O movimento é conhecido internacionalmente, e de acordo com informações da Organização Pan-Americana da Saúde e da Organização Mundial da Saúde ele é comemorado em todo o mundo. O nome faz referência a cor do laço rosa que simboliza a luta contra o câncer de mama. Conta-se que o movimento iniciou nos Estados Unidos.

Entidades das cidades de Yuba e Lodi nos EUA começaram em 1997 a comemorar e realizar ações de prevenção ao câncer de mama. E até hoje as ações de conscientização da prevenção pelo diagnóstico precoce são realizadas no mês de outubro.

De acordo com a história, para sensibilizar a população as cidades enfeitavam com laços rosas os locais públicos, depois surgiram outras ações como corridas, desfiles e outras atividades voltadas ao “Outubro Rosa”.

Já a ideia de iluminar monumentos, prédios públicos, teatros, igrejas, entre outras entidades não se tem registro de quando surgiu, mas o importante é a expansão que tomou a prevenção do câncer de mama.

Hoje já podemos ver em nossa região locais que aderem a ideia e iluminam o local em alusão ao “Outubro Rosa” e foi pensando na importância da prevenção do câncer de mama que a equipe do Portal Expresso realizou uma entrevista com o médico de família da Prefeitura de Agrolândia, Dr. Fernando Nicolás Lassalle.

Portal Expresso: Qual a importância do Outubro Rosa?

Dr. Fernando - O objetivo é de disseminar informações e promover a conscientização sobre o câncer de mama, doença causada pela multiplicação desordenada de células da mama e levando a formação do tumor na mama, que se não tratado pode se espalhar para outros órgãos. O câncer de mama é o tipo de câncer mais comum entre as mulheres no mundo e no Brasil, depois do câncer de pele não melanoma. E também é o câncer que causa mais mortes entre as mulheres. No Brasil são estimados quase 60.000 casos novos de Câncer de Mama por ano e 17.000 óbitos. A campanha também visa proporcionar maior acesso da população aos serviços de diagnóstico, na busca de detecção precoce da doença e de tratamento adequado, contribuindo para a redução da mortalidade.

Portal Expresso - De que forma a mulher pode prevenir o câncer de mama?

Dr. Fernando - O câncer de mama é uma doença com múltiplas causas. Hoje sabe-se que é possível diminuir as chances de desenvolver o câncer de mama através da prática de atividade física regular, alimentação saudável, manutenção de peso corporal adequado, evitar o consumo de bebidas alcoólicas e evitar uso de hormônios sintéticos, como anticoncepcionais e terapias de reposição hormonal.

Portal Expresso - Quando as mulheres fazem autoexame e percebem alguma diferença qual o primeiro passo que deve ser tomado?

Dr. Fernando - Todas as mulheres, independentemente da idade, devem conhecer o seu corpo para saber o que é e o que não é normal em suas mamas. Devem olhar, palpar e sentir as suas mamas no dia a dia, para reconhecer as suas variações naturais e identificar as alterações suspeitas. Em caso de alterações persistentes devem procurar o posto de saúde.

Portal Expresso - Além de estarem atentas ao próprio corpo, quando é recomendado fazer o exame de mamografia?

Dr. Fernando -  A mamografia é um exame que pode ser feito de rotina (rastreamento), para as mulheres com idade entre 50 e 69 anos a cada 2 anos, com o objetivo de identificar o câncer antes de a mulher ter os sintomas. A mamografia para avaliar uma alteração suspeita na mama é chamada de mamografia diagnóstica e pode ser feita em qualquer idade. Mulheres com risco elevado de câncer de mama, devido à histórico familiar de câncer de mama e de ovários, devem seguir conduta específica orientada pelos seus médicos. É importante lembrar que a mamografia é uma radiografia, portanto ocorre exposição aos raios X (radiação), é um exame que tem alguns riscos e deve ser feito sempre com indicação médica.

Comentários

Quer mais artigos e as newsletters editoriais no seu e-mail?

Receba as notícias do dia e os alertas de última hora.
[CARREGANDO...]

Confira mais Notícias

alto vale
Duas pessoas ficam feridas em acidente em Trombudo Central
Duas pessoas ficam feridas em acidente em Trombudo Central
VISUALIZAR
alto vale
Confira a programação de eventos do Natal Encantado em Rio do Sul
Confira a programação de eventos do Natal Encantado em Rio do Sul
VISUALIZAR
alto vale
Bosque na rua Rui Barbosa terá atividades de saúde e lazer no sábado
Bosque na rua Rui Barbosa terá atividades de saúde e lazer no sábado
VISUALIZAR
alto vale
Terça-feira tem previsão de temperaturas elevadas e tempo seco em SC
Terça-feira tem previsão de temperaturas elevadas e tempo seco em SC
VISUALIZAR
alto vale
Estufa de fumo pegou fogo em Trombudo Central
Estufa de fumo pegou fogo em Trombudo Central
VISUALIZAR
alto vale
Exportação de carne suína catarinense bate recorde histórico
Exportação de carne suína catarinense bate recorde histórico
VISUALIZAR
Fale com a redação!

Envie sua mensagem, estaremos respondendo assim que possível ; )