Portal Expresso

Sabado, 22 de Junho de 2024
King Pizzaria & Choperia
King Pizzaria & Choperia

Alto Vale

Família confirma morte cerebral de pastor picado por uma cobra em Agrolândia

Aos familiares e amigos, nossos sentimentos

Redação Portal Expresso
Por Redação Portal Expresso
Família confirma morte cerebral de pastor picado por uma cobra em Agrolândia
IMPRIMIR
Espaço para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.

O pastor Evandro José Matteussi, picado por uma cobra, teve a morte cerebral confirmada pelos familiares. Velório será na Associação da REX em Braço do Trombudo, com horário a confirmar. “Agradecemos toda oração, clamor, feitas por ele e pela família”, disse a irmã, Marilda Matteussi Pacher.

Entenda o caso

O pastor Evandro José Matteussi, de 42 anos, foi internado em estado grave depois de ter sido picado por uma cobra em Agrolândia. Pastor da Igreja Pentecostal Deus é Amor de Braço do Trombudo, Evandro foi surpreendido por uma jararaca em uma região de mata, perto da casa onde mora. Ele chegou a ir para o hospital, mas, segundo familiares, o quadro se agravou por causa de uma hemorragia no cérebro provocada pelo veneno do réptil.

Publicidade

Leia Também:

O incidente ocorreu ainda no final de 2023, quando Vando — como é carinhosamente conhecido — foi picado na mão pelo animal. A irmã, Marilda Matteussi Pacher, contou em entrevistas que o homem estava com o cunhado no momento da ocorrência. Assim que conseguiu se desvencilhar da cobra, ele teria passado em casa para, depois, ir até o hospital de Agrolândia.

O pastor recebeu soro durante o atendimento médico e, por aparentar estar bem, ganharia alta logo no dia seguinte, de acordo com Marilda. O homem, porém, sofreu uma convulsão e teve de ser transferido ao Hospital Regional Alto Vale, em Rio do Sul, para fazer uma tomografia.

No exame, os médicos constataram que Evandro estava com um coágulo no cérebro e, por isso, seria necessário fazer uma cirurgia. Depois do procedimento, no entanto, os especialistas perceberam que o sangue já não circulava mais no órgão, o que foi considerado um caso raro pela equipe, como conta a irmã do pastor.

“Parece que depois da cirurgia, o veneno da cobra voltou com “mais força” para o corpo dele“, diz Marilda. Para o neurologista João Natel, o veneno do réptil pode ter sido o causador do coágulo no cérebro e, por isso, um procedimento cirúrgico foi necessário. “Provavelmente essa picada da jararaca tem um veneno que pode provocar hemorragias, como no caso dele, um hematoma cerebral, que deveria ser bastante extenso ao ponto de fazer uma cirurgia para drenar esse sangue. Só que depois, provavelmente o cérebro inchou“, explica.

FONTE/CRÉDITOS: Reprodução da Mirador FM
Comentários:

Crie sua conta e confira as vantagens do Portal

Você pode ler matérias exclusivas, anunciar classificados e muito mais!

Envie sua mensagem, estaremos respondendo assim que possível ; )