Portal Expresso

MENU
Logo
Quinta, 09 de julho de 2020

Geral

Família de jovem do Pará que morreu em acidente no túnel do Canoas precisa de ajuda para traslado do corpo

João Pedro Lima e Silva foi uma das vítimas do tombamento do caminhão de madeira na manhã de ontem (16)

Imagem de capa
A-
A+
Use este espaço apenas para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.
enviando

Segue no IML de Rio do Sul, no aguardo da liberação, o corpo do jovem João Pedro Lima e Silva, de 18 anos, uma das vítimas do acidente no túnel do Canoas na manhã desta segunda-feira (16). Natural do Pará, ele morava em Rio do Sul há dois anos.

João cursava Mecatrônica no Instituto Federal Catarinense e não tinha parentes na região. Segundo nota emitida pelo IFC, a família optou pelo traslado do corpo para a cidade de Marabá, onde ele nasceu, que fica a cerca de três mil quilômetros de Rio do Sul.

“O IFC acionará o seguro do aluno, mas é um processo demorado e burocrático que demora meses, sem garantias”, diz a nota.

Ainda de acordo com as informações do IFC, o custo estimado para fazer o traslado do corpo até o Pará fica em torno de R$ 13 mil.

“A família não estava preparada para essa demanda. Diante disso, optamos por divulgar essa mensagem de sensibilização para quem puder auxiliar para que o João Pedro seja velado e sepultado na cidade da família”, diz o Instituto. 

Auxílio

Uma conta bancária foi divulgada para quem quiser ajudar com doações.

**Atualização**

No início da tarde desta terça-feira (17), a informação repassada ao Portal Expresso foi de que os valores necessários para o transporte do corpo foram conseguidos. 

O acidente

O tombamento do caminhão com chapas de compensado aconteceu pouco antes das 8h desta segunda-feira (16), em horário de trânsito intenso. O veículo que passava pela BR-470 despencou com a carga sobre a rua de baixo, no acesso ao túnel. O material ficou todo espalhado na via.

Além de João Pedro, que passava a pé na hora, outra pedestre foi atingida e não resistiu aos ferimentos: Ivone Silva, de 51 anos, que era auxiliar de cozinha, também morreu no acidente. Ela morava no bairro Fundo Canoas e trabalhava em um restaurante da rua XV de Novembro.

A queda do caminhão e da carga atingiu ainda uma mulher que passava em uma motoneta. Ela foi conduzida ao hospital com ferimentos leves, assim como o motorista do caminhão, de 26 anos.

A causa do acidente está sendo apurada pela Polícia Rodoviária Federal e não foi divulgada.

 

Comentários:

Envie sua mensagem, estaremos respondendo assim que possível ; )