Portal Expresso

Sabado, 20 de Julho de 2024
King Pizzaria & Choperia
King Pizzaria & Choperia

Santa Catarina

Governo de SC anuncia antecipação de metade do 13º salário dos servidores públicos estaduais

Governo do Estado colocará R$ 2,6 bilhões na economia catarinense num intervalo de pouco mais de 30 dias

Redação Portal Expresso
Por Redação Portal Expresso
Governo de SC anuncia antecipação de metade do 13º salário dos servidores públicos estaduais
Foto: Jonatã Rocha/Secom
IMPRIMIR
Espaço para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.

Os servidores públicos vinculados ao Governo do Estado receberão metade do 13º salário em 17 de julho. A antecipação foi anunciada pelo governador Jorginho Mello nesta terça-feira, 25. Com o depósito de 50% do valor que teria de ser pago somente em novembro, o Poder Executivo colocará R$ 648 milhões extras na economia catarinense. Somando os pagamentos realizados em junho e julho, serão R$ 2,6 bilhões desembolsados pelo caixa estadual em um intervalo de pouco mais de 30 dias. A segunda parcela será depositada em dezembro de 2024 – a data ainda será definida. 

“Com vontade e um grande trabalho de gestão das contas públicas, poderemos prestigiar os servidores estaduais e antecipar a metade do 13º salário agora em julho, como já fizemos no ano passado. Esse é um dinheiro extra que certamente será muito bem-vindo para cerca de 172 mil famílias catarinenses e também para a nossa economia”, disse o governador.

Cálculos da Secretaria de Estado da Fazenda (SEF/SC) mostram que, com o pagamento do salário de junho no dia 28 (R$ 1 bi), a antecipação da primeira parcela do 13º salário no dia 17 de julho (R$ 648 milhões) e o salário que será pago em 31 de julho (R$ 1,01 bi), o Governo do Estado vai colocar na economia R$ 2,6 bilhões em um intervalo de pouco mais de 30 dias. Os valores contemplam os servidores ativos e inativos do Poder Executivo – incluindo as fundações e autarquias estaduais – e pensionistas pagos pelo Iprev, num total de 171.535 funcionários públicos. Não entram na conta as folhas de pagamento das empresas estatais: Casan, Celesc e Badesc. 

Publicidade

Leia Também:

Secretário da Fazenda, Cleverson Siewert, explica que a antecipação do 13º salário é resultado da gestão criteriosa das contas públicas, mas também é um reconhecimento ao trabalho realizado pelo funcionalismo estadual. “Com a equação entre receitas e despesas sob controle, estamos honrando os compromissos e trabalhando para assegurar investimentos importantes para todos os catarinenses”, ressaltou. “Com a antecipação do 13º salário, o governador Jorginho Mello reconhece e valoriza os servidores públicos, mas também movimenta a economia, o que indiretamente também tem impacto positivo no caixa estadual”, complementou.

ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO DA SECRETARIA DE ESTADO DA FAZENDA

FONTE/CRÉDITOS: Secom
Comentários:

Crie sua conta e confira as vantagens do Portal

Você pode ler matérias exclusivas, anunciar classificados e muito mais!

Envie sua mensagem, estaremos respondendo assim que possível ; )