Portal Expresso

Terça-feira, 18 de Junho de 2024
King Pizzaria & Choperia
King Pizzaria & Choperia

Alto Vale

Homem que tentou matar a mulher com machadada na cabeça em Salete é condenado a mais de 12 anos de prisão

Filha do casal evitou que o homem matasse a esposa depois de saber que ela queria terminar o casamento

Repórter Bruno
Por Repórter Bruno
Homem que tentou matar a mulher com machadada na cabeça em Salete é condenado a mais de 12 anos de prisão
IMPRIMIR
Espaço para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.

Um homem foi condenado a mais de 12 anos de reclusão, em regime fechado, pela tentativa de assassinato da mulher com uma machadada na cabeça. O Tribunal do Júri da Comarca de Taió acatou, nesta terça-feira (14/11), por 4x0, a tese do Ministério Público de homicídio tentado triplamente qualificado (motivo fútil, feminicídio e recurso que dificultou a defesa da vítima).

Post

O crime aconteceu na manhã de 30 de novembro de 2020, na casa onde a vítima morava com o réu, no município de Salete. Depois de saber que a mulher tinha intenção de terminar o relacionamento, o homem esperou que ela dormisse e lhe deu um golpe de machado na cabeça, atingindo-a na região da face. Ela foi socorrida pela filha do casal, que ouviu os gritos e conseguiu tirar o machado das mãos do agressor.

O Conselho de Sentença julgou procedente o pedido formulado na denúncia para condenar o réu pelo crime de homicídio tentado triplamente qualificado pelo motivo fútil, recurso que dificultou a defesa da vítima e feminicídio. A pena é de 12 anos, 5 meses e 10 dias de reclusão, em regime inicialmente fechado.

Publicidade

Leia Também:

O réu terá direito de recorrer em liberdade, pois permaneceu solto durante o processo. A sentença também estipulou um valor mínimo de reparação dos danos morais causados à vítima de R$ 2.000,00.

A Promotora de Justiça Laura Ayub Salvatori acredita que a condenação foi justa e proporcional à gravidade do caso: "A comunidade, com muito zelo, apreciou as provas do caso e concluiu que a ação do réu foi praticada com intenção de matar a esposa, por mero inconformismo com o término do relacionamento. Esse tipo de julgamento é muito importante na nossa luta pelo combate à violência doméstica, porque mostra que não haverá impunidade".

FONTE/CRÉDITOS: Fonte: Coordenadoria de Comunicação Social do MPSC
Comentários:

Crie sua conta e confira as vantagens do Portal

Você pode ler matérias exclusivas, anunciar classificados e muito mais!

Envie sua mensagem, estaremos respondendo assim que possível ; )