Portal Expresso

MENU
Logo
Sexta, 25 de junho de 2021
Publicidade
Publicidade

Alto Vale

Mãe de Agrolândia conhece a filha nascida quando estava na UTI/COVID

O encontro aconteceu na data que a Bianca completa 30 dias, mas a bebê ainda não teve alta.

Imagem de capa

Imagens

A-
A+
Use este espaço apenas para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.
enviando

Um mês depois de ter dado à luz pela quinta vez, finalmente Sirlene Aparecida Kohl Ribeiro Branco, de 35 anos, teve a oportunidade de conhecer o seu bebê, que nasceu enquanto ela esteva internada na UTI/COVID do Hospital Regional de Rio do Sul. A mamãe de Bianca, que reside em Agrolândia, internou no dia 29 de abril e diante da complicação do quadro, a equipe de obstetrícia e da UTI pediátrica, passou a acompanhar o feto, decidindo pela realização da cesariana.

Depois de vencer a COVID, Sirlene foi transferida para a ala da enfermaria no dia 8 e nesta quinta-feira (10) finalmente teve a oportunidade de conhecer Bianca. A equipe multidisciplinar do Hospital Regional preparou todo o ambiente da UTI Neonatal. A mãe estava em uma cadeira de rodas e chorou na entrada. Ao ser indagada de queria tocar na filha, com a ajuda da enfermeira Cleusa Feliciano ajudou, colocou a mão pela abertura da entrada incubadora. O encontro de mãe e filha durou em torno de 20 minutos.

A médica pediátrica, Marlou Cristine Ferreira Dalri, adiantou que a mãe internou com 27 semanas e quando do nascimento, Bianca tinha completado 29 semanas de idade gestacional, com peso aproximado de um quilo. “A partir do momento que a Bianca nasceu foi para a UTI Neonatal e hoje já está pesando 1.475 gramas, recebendo inclusive o leitinho de forma, já que a mãe não teve condições de lactar pela COVID”. A pediatra explicou que a alta vai depender do quadro.

Fonte/Créditos: Assessoria de Imprensa HRAV

Créditos (Imagem de capa): Assessoria de Imprensa HRAV

Comentários:

Envie sua mensagem, estaremos respondendo assim que possível ; )