Portal Expresso - Site de notícias do Alto Vale

Nova lei de SC prevê multa de R$ 500 para quem fizer trote para serviços de emergência

Medida vale para ligações para Samu, PM, Bombeiros, delegacias e Defesa Civil sobre fatos inexistentes
Nova lei de SC prevê multa de R$ 500 para quem fizer trote para serviços de emergência
Foto: BOACBM/Divulgação

Nova lei de SC prevê multa de R$ 500 para quem fizer trote para serviços de emergência

G1 SC

Uma nova lei catarinense prevê multa de R$ 500 para quem fizer trote para serviços de emergência no estado. A norma, de número 17.787/2019, refere-se a ligações para o Serviço de Atendimento Médico de Urgência (Samu), Centro de Operações da Polícia Militar (Copom), Corpo de Bombeiros, delegacias e Defesa Civil sobre fatos inexistentes.

A lei foi sancionada na sexta-feira (1º). As operadoras de telefonia vão precisar informar o nome e endereço de quem fez o trote para que possa ser enviada a notificação.

 Multa

Primeiramente, a pessoa receberá uma advertência. Caso faça outro trote, receberá a multa de R$ 500. Esse valor será dobrado a cada reincidência e será reajustado anualmente de acordo com o Índice Geral de Preços do Mercado (IGP-M/FGV), conforme descrito na lei.

Para que as notificações cheguem aos infratores, o órgão que recebeu o trote deve encaminhar o número da pessoa que ligou para a empresa de telefonia. Caso a chamada tenha sido feita por um telefone público, ela será anotada em separado para posterior investigação para identificar o infrator.

O dinheiro arrecadado com as multas será usado em fundos de reequipamento da Polícia Militar, Polícia Civil, do Corpo de Bombeiros Militar, da Defesa Civil e do Samu.

A lei também revogou outra norma, de número 14.953, de 2009, que tratava do mesmo assunto, mas previa penas mais brandas.

 Trotes

O número de trotes vem diminuindo no estado, segundo números dos bombeiros e do Samu. O Corpo de Bombeiros Militar de Santa Catarina informou que 4,18% das ligações entre janeiro e outubro deste ano foram trotes. Houve uma redução em relação a 2018, quando foram aproximadamente 6,95% no mesmo período.

Confira abaixo os números mais precisos:

 2019 (janeiro a outubro): 20.381 trotes e 487.827 chamadas recebidas (4,18%)

  • 2018 (janeiro a outubro): 35.258 trotes e 507.296 chamadas recebidas (6,95%)
  • 2018 (janeiro a dezembro): 44.061 trotes e 690.965 chamadas recebidas (6,37%)

O Samu divulgou que, de janeiro a junho deste ano, recebeu 17 mil trotes. No mesmo período do ano passado, foram 29,3 mil. O órgão atribui a diminuição de 42% a ações educativas nas escolas catarinenses.

Em um dos casos de trote, uma ambulância chegou a ser apedrejada ao transitar para atender a um falso chamado. A central de Joinville, no Norte do estado, é a que mais recebe ligações falsas no Samu.

“Esse tipo de ação faz com que outros casos, outras pessoas, não tenham o atendimento no tempo certo. Se uma viatura se desloca para atender a um trote e, ao mesmo tempo, ocorre uma chamada para uma situação real, pode ser a diferença entre a vida e a morte”, afirmou o diretor estadual do Samu, coronel Giovanni Kemper.

OUVIR NOTÍCIA

Uma nova lei catarinense prevê multa de R$ 500 para quem fizer trote para serviços de emergência no estado. A norma, de número 17.787/2019, refere-se a ligações para o Serviço de Atendimento Médico de Urgência (Samu), Centro de Operações da Polícia Militar (Copom), Corpo de Bombeiros, delegacias e Defesa Civil sobre fatos inexistentes.

A lei foi sancionada na sexta-feira (1º). As operadoras de telefonia vão precisar informar o nome e endereço de quem fez o trote para que possa ser enviada a notificação.

 Multa

Primeiramente, a pessoa receberá uma advertência. Caso faça outro trote, receberá a multa de R$ 500. Esse valor será dobrado a cada reincidência e será reajustado anualmente de acordo com o Índice Geral de Preços do Mercado (IGP-M/FGV), conforme descrito na lei.

Para que as notificações cheguem aos infratores, o órgão que recebeu o trote deve encaminhar o número da pessoa que ligou para a empresa de telefonia. Caso a chamada tenha sido feita por um telefone público, ela será anotada em separado para posterior investigação para identificar o infrator.

O dinheiro arrecadado com as multas será usado em fundos de reequipamento da Polícia Militar, Polícia Civil, do Corpo de Bombeiros Militar, da Defesa Civil e do Samu.

A lei também revogou outra norma, de número 14.953, de 2009, que tratava do mesmo assunto, mas previa penas mais brandas.

 Trotes

O número de trotes vem diminuindo no estado, segundo números dos bombeiros e do Samu. O Corpo de Bombeiros Militar de Santa Catarina informou que 4,18% das ligações entre janeiro e outubro deste ano foram trotes. Houve uma redução em relação a 2018, quando foram aproximadamente 6,95% no mesmo período.

Confira abaixo os números mais precisos:

 2019 (janeiro a outubro): 20.381 trotes e 487.827 chamadas recebidas (4,18%)

  • 2018 (janeiro a outubro): 35.258 trotes e 507.296 chamadas recebidas (6,95%)
  • 2018 (janeiro a dezembro): 44.061 trotes e 690.965 chamadas recebidas (6,37%)

O Samu divulgou que, de janeiro a junho deste ano, recebeu 17 mil trotes. No mesmo período do ano passado, foram 29,3 mil. O órgão atribui a diminuição de 42% a ações educativas nas escolas catarinenses.

Em um dos casos de trote, uma ambulância chegou a ser apedrejada ao transitar para atender a um falso chamado. A central de Joinville, no Norte do estado, é a que mais recebe ligações falsas no Samu.

“Esse tipo de ação faz com que outros casos, outras pessoas, não tenham o atendimento no tempo certo. Se uma viatura se desloca para atender a um trote e, ao mesmo tempo, ocorre uma chamada para uma situação real, pode ser a diferença entre a vida e a morte”, afirmou o diretor estadual do Samu, coronel Giovanni Kemper.

Fonte

G1 SC

Comentários

Quer mais artigos e as newsletters editoriais no seu e-mail?

Receba as notícias do dia e os alertas de última hora.
[CARREGANDO...]

Confira mais Notícias

santa catarina
Polícia apreende 1,5 tonelada de maconha escondida em fundo falso de carreta
Polícia apreende 1,5 tonelada de maconha escondida em fundo falso de carreta
VISUALIZAR
santa catarina
Dona de carro que caiu em buraco de obra não sinalizada será ressarcida pelo prejuízo
Dona de carro que caiu em buraco de obra não sinalizada será ressarcida pelo prejuízo
VISUALIZAR
alto vale
Sonora Brasil Sesc abre espaço para a música feminina
Sonora Brasil Sesc abre espaço para a música feminina
VISUALIZAR
santa catarina
Fórum dos Direitos da Criança e do Adolescente de Santa Catarina aconteceu em Rio do Sul
Fórum dos Direitos da Criança e do Adolescente de Santa Catarina aconteceu em Rio do Sul
VISUALIZAR
santa catarina
Caminhão tomba e deixa trânsito lento na BR-470, em Gaspar
Caminhão tomba e deixa trânsito lento na BR-470, em Gaspar
VISUALIZAR
santa catarina
Santa Catarina terá Novo Ensino Médio em 120 escolas da rede estadual em 2020
Santa Catarina terá Novo Ensino Médio em 120 escolas da rede estadual em 2020
VISUALIZAR
Fale com a redação!

Envie sua mensagem, estaremos respondendo assim que possível ; )