Portal Expresso

Quarta-feira, 12 de Junho de 2024
King Pizzaria & Choperia
King Pizzaria & Choperia

Santa Catarina

Praia alargada de Balneário Camboriú está totalmente imprópria para banho em 1º relatório do IMA da temporada

Todos os 10 pontos analisados pelo instituto não são recomendados aos banhistas.

Redação Portal Expresso
Por Redação Portal Expresso
Praia alargada de Balneário Camboriú está totalmente imprópria para banho em 1º relatório do IMA da temporada
Foto: Luiz Souza/NSC TV
IMPRIMIR
Espaço para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.

A Praia Central de Balneário Camboriú, no Litoral Norte de Santa Catarina, está totalmente imprópria para banho, de acordo com o primeiro relatório da temporada 2023/2024 do Instituto do Meio Ambiente do estado (IMA), divulgado nesta sexta-feira (8). São analisados 10 pontos ao longo da orla.

A Empresa Municipal de Água e Saneamento de Balneário Camboriú (Emasa) disse em nota que a chuva e a eficácia do tratamento do esgoto interferem na balneabilidade da Praia Central (leia a nota na íntegra abaixo).

A Praia Central foi alargada há dois anos. Com a obra, a média da faixa de areia passou de 25 para 70 metros.

Relatório

Nesse documento, o ponto com pior resultado da semana na Praia Central foi em frente à Rua 2000, que apresentou um resultado de 14.136 de bactérias Escherichia coli, encontrada no intestino humano e no de outros animais, por 100 mililitros de água.

Para que um local seja considerado próprio para banho, o número máximo desse micro-organismo no mar deve ser de 800 por 100 mililitros.

Banhistas na Praia Central de Balneário Camboriú — Foto: John Pacheco/g1

Banhistas na Praia Central de Balneário Camboriú — Foto: John Pacheco/g1

No relatório do IMA, para que um ponto possa ser classificado como próprio, é preciso que em 80% ou mais de um conjunto de amostras coletadas nas últimas cinco semanas anteriores haja, no máximo, 800 bactérias Escherichia coli por 100 mililitros.

O ponto é considerado impróprio quando em mais de 20% de um conjunto de amostras coletadas nas últimas cinco semanas anteriores haja mais de 800 dessas bactérias por 100 mililitros. O local também recebe essa classificação quando o resultado por superior a 2 mil Escherichia coli por 100 mililitros.

 

Resultado do litoral catarinense

 

Em todo o litoral de Santa Catarina, o IMA analisou 237 pontos. Desse total, 156 estão próprios para banho, o que representa 65,82%.

Em Florianópolis, dos 87 pontos, 67 estão adequados para banho, o que equivale a 77,01%.

Houve melhora em relação à semana passada, quando 59,92% dos pontos analisados no litoral catarinense estavam próprios para banho. Em Florianópolis, a porcentagem era de 67,82%.

 

O que diz a Emasa

 

Confira abaixo a íntegra da nota da Emasa:

Balneário Camboriú é a cidade de Santa Catarina que tem a maior cobertura de rede de esgoto do estado, com mais de 98% das casas ligadas a rede, um número muito superior à média do Estado, que é de 38%.

Mas não é só o tratamento de esgoto de BC que interfere na balneabilidade da Praia Central. A balneabilidade é afetada por três fatores.

Um deles é a chuva, que carrega para o mar todas as impurezas das ruas e da rede pluvial de toda bacia hidrográfica do Rio Camboriú, e desde outubro passado a região tem vivido um regime intenso de chuvas.

O segundo ponto que interfere na balneabilidade da Praia Central é a falta de saneamento básico na vizinha Camboriú. Sem rede de coleta lá, o esgoto de uma população de mais se 100 mil habitantes vai parar no Rio Camboriú, que desemboca na Praia Central

O terceiro é o tratamento de esgoto em BC.

Neste ponto, Balneário Camboriú faz a lição de casa, e trata 100% do esgoto coletado no município. Atualmente, a eficiência desse tratamento está na média de 60%, com picos para baixo e para cima, por conta da lagoa de aeração da ETE não estar em operação. A lagoa está sendo recuperada para voltar a operação. A obra começou a ser feita dia 23 de novembro último, depois de sair a Licença Ambiental para a obra, o que ocorreu no começo de novembro.

Quando a lagoa estiver em plena operação, a estimativa é que a eficiência média suba para mais de 90%. A previsão de término da obra na lagoa de aeração é até o final deste mês.

 

Ampliação da frequência da coleta

O IMA informou que deve ampliar a frequência da coleta em 82 pontos do litoral catarinense entre janeiro e março do ano que vem.

A ideia é realizar um trabalho conjunto com outros órgãos, como a Companhia Catarinense de Águas e Saneamento (Casan) e bombeiros, para viabilizar a ampliação da coleta semanal de balneabilidade, durante a alta temporada, nas praias que apresentam maior fluxo de banhistas e estão sujeitas a mais variações de qualidade.

Em Balneário Camboriú, a ideia é fazer coletas nos 10 pontos da Praia Central três vezes por semana.

O objetivo de aumentar a frequência da coleta é trazer uma resposta mais precisa das condições sanitárias da praia, principalmente nas praias urbanas, podendo refletir melhor as condições ambientais dos pontos e servir de apoio para as ações de melhoria de saneamento que devem ser implementadas pelos municípios.

 

FONTE/CRÉDITOS: Reprodução do g1 -- https://g1.globo.com/sc/santa-catarina/noticia/2023/12/08/praia-alargada-de-balneario-camboriu-esta-totalmente-impropria-para-banho-em-1o-relatorio-do-ima-da-temporada.ghtml
Comentários:

Crie sua conta e confira as vantagens do Portal

Você pode ler matérias exclusivas, anunciar classificados e muito mais!

Envie sua mensagem, estaremos respondendo assim que possível ; )