Portal Expresso

MENU
Logo
Sexta, 07 de maio de 2021
Publicidade
Publicidade

Geral

PRF e PMBA apreendem arsenal de guerra, explosivos e coletes balísticos no Extremo Sul da Bahia

Foram apreendidos 441 munições de grosso calibre; 07 armas de fogo; 05 coletes balísticos; ‘bananas’ de dinamite e demais apetrechos

Imagem de capa

Imagens

A-
A+
Use este espaço apenas para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.
enviando

Um verdadeiro arsenal de guerra foi apreendido por equipes da Polícia Rodoviária Federal (PRF) e da Polícia Militar da Bahia (PMBA) na madrugada deste domingo (11), em Itabela, no extremo sul baiano.

Os policiais realizavam fiscalização de combate à criminalidade no Km 749 da BR 101, quando foi dada ordem de parada a um Honda/Civic, com 03 ocupantes.

Durante a abordagem, os policiais perceberam um nervosismo incomum por parte dos ocupantes, como também respostas desencontradas em relação ao destino e motivo da viagem, o que levou as equipes a aprofundarem a fiscalização e acabaram descobrindo o arsenal bélico no interior do carro.

Ao todo foram apreendidos os seguintes materiais:

1 fuzil 5.56; 1 submetralhadora 9 mm; 2 pistolas 9mm; 1 revolver 38; 1 pistola 380; 1 espingarda cal. 12; 5 coletes balístico; 298 munições de 5.56; 50 munições de .38; 50 munições de 9mm; 16 munições de cal. 12; 27 munições de 380; 2 volumes de emulsão explosiva; 4 espoletas; 1 cordel detonante.

Os criminosos foram presos e encaminhados para a Delegacia de Polícia e vão responder por porte ilegal de arma de fogo e associação criminosa.

O volume de armas de fogo apreendidas pelos policiais rodoviários federais, na Bahia, no ano passado saltaram de 112 unidades em 2019 para 189 em 2020. Deste total, 117 foram pistolas. O número de revólveres apreendidos atingiu 49 unidades. Ainda foram retiradas de circulação 5.918 munições de diversos calibres.

Os números apresentados em 2020 representam um aumento de 290% de pistolas e de 339% na apreensão de munições, quando comparados a 2019.

A PRF apertou o cerco ao crime organizado e alguns fatores contribuíram para esses resultados como ao apostar na estratégia de orientar o policiamento com informações de inteligência policial, bem como investir em tecnologia da comunicação, o que tornou as ações de abordagens nas estradas mais assertivas.

Assim, como inovação, capacitação,‘expertise’ dos policiais e ações integradas com outras forças policiais, têm se mostrado um diferencial no enfrentamento ao crime dentro e fora das Brs.

As incursões ‘estrangularam’ a estrutura logística e financeira do crime e causaram um prejuízo milionário no movimento das associações criminosas, que integra o meio aéreo e o portuário – marítimo e fluvial- convergindo para as rodovias do país.

Fonte/Créditos: https://www.gov.br/prf

Créditos (Imagem de capa): https://www.gov.br/prf

Comentários:

Envie sua mensagem, estaremos respondendo assim que possível ; )