Portal Expresso

Domingo, 14 de Abril de 2024
King Pizzaria & Choperia
King Pizzaria & Choperia

Agricultura

Projeto da Epagri valoriza e qualifica queijos artesanais de SC

Também faz parte deste projeto a organização anual de um concurso estadual de queijos artesanais. Neste ano o evento está programado para acontecer em novembro, na região do Alto Vale do Itajaí.

Redação Portal Expresso
Por Redação Portal Expresso
Projeto da Epagri valoriza e qualifica queijos artesanais de SC
Foto: Aires Mariga / Epagri
IMPRIMIR
Espaço para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.

A Epagri está desenvolvendo projeto de valorização e qualificação dos queijos artesanais de Santa Catarina. Segundo Telma Tatiana Köene, coordenadora do Programa Gestão e Mercados da Epagri, estão agendadas várias ações que visam apoiar essa cadeia produtiva no Estado. 

Uma das ações será a remodelação das capacitações oferecidas pela Epagri aos produtores de queijo. Para tanto, nove técnicos da Empresa se reuniram entre os dias 12 e 14 de março para reavaliar e atualizar as receitas de queijos e derivados lácteos a serem usadas nas futuras capacitações dos agricultores. 

A reunião aconteceu no Centro de Treinamento da Epagri em Campos Novos (Cetrecampos), que vai receber uma unidade de referência em produção de queijos

Publicidade

Leia Também:

Telma acrescenta que um grupo de técnicos da Epagri será capacitado em processamento de leite no Instituto Cândido Tostes, em Minas Gerais. Segundo ela, a capacitação vai contribuir muito na formação de instrutores, que vão repassar seus conhecimentos aos produtores e qualificar ainda mais os queijos catarinenses.

Também faz parte deste projeto a organização anual de um concurso estadual de queijos artesanais. Neste ano o evento está programado para acontecer em novembro, na região do Alto Vale do Itajaí. 

IG destaca queijo artesanal serrano

A Epagri trabalha historicamente para apoiar a produção de queijos artesanais em Santa Catarina. Um dos resultados mais visíveis é a Indicação Geográfica (IG) Campos de Cima da Serra, conquistada pelo queijo artesanal serrano com apoio da Empresa. 

A IG veio em março de 2020 e foi a primeira do Estado. Ela alcança 18 municípios catarinenses  e 16 do Rio Grande do Sul. Foi primeira na modalidade Denominação de Origem (DO) para queijos nacionais e a segunda IG interestadual do Brasil. A certificação representa reconhecimento das especificidades da região e valorização de suas características únicas, beneficiando mais de dois mil produtores nos dois estados do Sul. 

O queijo artesanal serrano tem maior percentual de gordura e é feito com leite de vacas de raças de corte ou mista, alimentadas basicamente com pastagens nativas. A textura amanteigada, o aroma e o sabor que se acentuam com a maturação são algumas características que diferenciam esse queijo dos demais artesanais do Brasil. 

Para ser queijo artesanal serrano, ele precisa ser produzido na região à qual pertence. Isso porque, além dos fatores culturais, humanos e históricos envolvidos, o clima, o solo, a altitude e a vegetação também contribuem para dar ao queijo um sabor único. Outro fator que diferencia o produto é o processo produtivo, que se caracteriza por um saber-fazer que está sendo transmitido de geração a geração por mais de dois séculos. 

FONTE/CRÉDITOS: blog.epagri.sc.gov.br
Comentários:

Crie sua conta e confira as vantagens do Portal

Você pode ler matérias exclusivas, anunciar classificados e muito mais!

Envie sua mensagem, estaremos respondendo assim que possível ; )