Portal Expresso

Terça, 07 de dezembro de 2021
MENU

Segurança

SC registra 859 queixas de 'stalking', após prática de perseguição se tornar crime

Segundo a Secretaria de Segurança Pública do Estado, os casos são mais comum são contra mulheres.

518
Publicidade
Imagem de capa
A-
A+
Use este espaço apenas para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.
enviando

A polícia do estado de Santa Catarina registrou 859 boletins de ocorrência com queixas da prática de "stalking", ou crime de perseguição, desde que a nova diretriz passou a punir a prática com até três anos de prisão, uma média de mais de uma denúncia a cada cinco dias. Os dados são de 31 de março, quando essa prática foi tipificada no Código Penal, até agosto.

O crime ocorre quando as tentativas de contato são exageradas. No meio digital, é quando o autor passa a ligar repetidas vezes, envia inúmeras mensagens, faz diversos comentários nas redes sociais e cria perfis falsos para driblar eventuais bloqueios. Além do ambiente virtual, a ação também pode acontecer no mundo físico.

Entenda o que é stalking, ato que agora é crime

Nesse sentido, o crime de stalking é perseguir alguém, reiteradamente e por qualquer meio, ameaçando-lhe a integridade física ou psicológica, restringindo-lhe a capacidade de locomoção ou, de qualquer forma, invadindo ou perturbando sua esfera de liberdade ou privacidade.

Segundo a Secretaria de Segurança Pública do Estado (SSP/SC), são mais comuns os casos contra mulheres. No levantamento, foram registrados 716 vítimas mulheres e 143 homens.

Casos por cidades e regiões

Ao menos 132 municípios catarinenses registraram caso de "stalking", sendo que 65 têm até 20 mil habitantes.

Florianópolis lidera o número de denúncias no levantamento, com 106 registros. Em seguida São José (77 casos) e Blumenau (47). Joinville, cidade com o maior número de moradores no estado, aparece em sétimo lugar, com 26 (veja lista completa abaixo).

Dez cidades com o maior número de casos

  • Florianópolis - 106
  • São José - 77
  • Blumenau - 47
  • Criciúma - 40
  • Balneário Camboriú - 33
  • Palhoça - 29
  • Joinville - 26
  • Brusque - 25
  • Fraiburgo - 23
  • Chapecó - 22

Em relação às regiões, a Grande Florianópolis é a que registrou o maior número de casos, com 234. No Sul catarinense foram 114 casos, e no Vale do Itajaí, 105. Até o momento, não há informações de mortes no estado relacionadas ao crime.

Fonte/Créditos: g1

Créditos (Imagem de capa): Foto: Daniel Ivanaskas/ Arte G1

Comentários:

Crie sua conta e confira as vantagens do Portal

Você pode ler matérias exclusivas, anunciar classificados e muito mais!

Envie sua mensagem, estaremos respondendo assim que possível ; )